Tuesday, 7 May 2013

When

Vem aí um post longo com muito texto, coisa rara neste blog, por isso quem não está com grande paciência pode já passar à frente.
via Kate the Great

Nem mais! e é já hoje.

Quando voltar haverá fotos e guia e sorrisos e alma lavada.

Entretanto inspirada no blog Hitha On The Go que fala só da arte de bem viajar, decidi fazer um apanhado das minhas pequenas regras para as viagens:

Com o tempo tenho conseguido aperfeiçoar o processo de fazer a mala. Consigo fazer escolhas, arrumá-las bem e normalmente não me esqueço de nada, apesar de quase sempre sonhar, no dia antes da viagem, que me faltam meias e é sempre um sonho dramático. No entanto faço sempre a mala no dia anterior, não há maneira...

Escolho sempre conjuntos que sei que funcionam misturados e sempre constituídos por várias camadas (top, t-shirt, camisola ou casaco de malha) porque mesmo nas cidades frias há espaços demasiado aquecidos, e nas terras quentes há ares condicionados desregulados. Também por isso levo pelo menos 2 lenços grandes para qualquer destino.

Os sapatos normalmente escolho 2 pares rasos confortáveis para todos os dias e um par de salto alto mas igualmente confortável para se for preciso algo mais arranjadinho e guardo cada sapato num saquinho de pano individual para gerir melhor o espaço na mala.
Escolho só 2 ou 3 colares e alguns brincos que melhor dêem com o resto da roupa e passo os shampoos amaciadores cremes e etc para frascos mais pequenos.
Para pôr a roupa na mala normalmente enrolo-a toda para caber mais (sem contar com calças e camisolas grossas), seja em malas de porão ou malas de cabine, o truque está na gestão de espaço.
Em baixo ficam as calças e as camisolas, os cantos são cheios com roupa interior e o resto do espaço é preenchido com t-shirts, sweatshirts e casacos de malha enroladinhos.

Para usar na viagem escolho sempre as calças mais confortáveis, e muitas camadas e um lenço comprido está sempre frio nos aviões.
Ao ombro levo sempre uma carteira grande para poder transportar as coisas mais pequenas e aquelas que preciso durante o voo:  livro, revistas, bolsa com escova de dentes pasta de dentes, uma garrafa de água, tapa olhos, pastilhas elásticas para ajudar os ouvidos na aterragem, mais uma casaco de malha e o meu estúpido vício Sudoku ... (shiuuuu no meio deste texto todo pode ser que passe despercebido)


Antes do vôo ainda em casa faço o exercício em que vou dizendo para mim própria: "vai ser um voo longo, mas tem que ser, vai tudo correr bem, não vale a pena stressar". Tento não ficar muito tempo sentada enquanto estou à espera para embarcar e durante o voo se não estiver a dormir dou vários passeios pelos corredores.

Bom, vou então fazer a mala, que o tempo urge.


3 comments :

  1. Fazer a mala é uma das coisas que mais ODEIO... e não consigo ultrapassar.

    ReplyDelete
  2. Devias escrever mais vezes sabes? Gostei muito de ler e acho que me identifico com quase tudo. Sempre que vou viajar faço a mala num instante. Pego simplesmente nas coisas a que estou habituada e toca de por na mala, mas sim gosto de fazer no mínimo com um dia de antecedência.
    Tens aí um dos meus autores favoritos!

    ReplyDelete
  3. Estou agora a ler o "Oracle Night" e confesso que para um Paul Auster me está a deixar um bocadinho desiludida. Sou só eu ou a ti também te faz confusão três páginas e meia de rodapés que te fazem ler tudo e voltar depois para trás?

    ReplyDelete